A Saga Crepúsculo” foi mania mundial nos últimos quatro anos (2008-2012), construindo seus fãs apaixonados pelo best- seller escrito por Stephenie Meyer . Agora, chegou em todos os cinemas do país no último dia (15/11) a última parte de toda essa franquia em ” A Saga Crepúsculo: Amanhecer- parte 2 O Final”, deixando muitos críticos de bocas abertas.

Diferente de seus anteriores, a segunda parte finalizou muito bem, mostrando a capacidade que lemos nos livros, sem contar com a quantidade de efeitos. Junto aos elementos de Hollywood,  focando muita ação, romance, aventura e muita comédia, tudo na medida do possível, para satisfazer os fãs. Transformando a maneira em que uma garota boba, sem graça se apaixona por um vampiro, que no fim, se transformou em um filme digno de ver, rever e ficar marcado pela história. Tudo isso, pode ser visível, quando Bella Swan ( Kristen Stewart ) transformou-se em vampira no final da primeira parte no qual, visualizamos seus feitos nitídamente na sequência. Na “parte 2″, a garota perdeu o seu jeitinho morno, e virou uma mãe protetora, mais jovem e muito bonita. Poderosa e agora esposa de  Edward Cullen ( Robert Pattinson ).

A história tinha que ter um final digno, deixando aquele romance que ficou conhecido pôr mulheres, onde só a classe adolescente assistia, transformando o seu encerramento em um filme mais adulto. Alguns críticos atacaram a falta de grandes efeitos especiais, uma vez que o orçamento ultrapassou os R$ 250 milhões. Principalmente, nas diversas críticas lidas pela nossa equipe, em cima da personagem Renesmee, filha do casal protagonista, que antes era um bebê,  modificada seu rosto ainda pequeno para parecer com a atriz Mackenzie Foy, que acompanharia o seu crescimento, como apresentado durante sua história.

Você fã, irá confirmar com toda a certeza que a parte importante e crucial de “Amanhecer- parte 2″ foi a batalha final, logo que os Volturi descobrem sobre a criança escondida pelos Cullen. Toda uma sistemática é montada, nesse momento que somos apresentados aos outros clãs e amigos da família Cullen, no qual ambos são convocados para defender a garota. Outro ponto, foi apresentar as vampiras do Brasil; Zafrina (Judith Shekoni) e Senna (Tracey Heggins) às amazonas. Saindo de nossas terras, para ajudar enfrentar os Volturi na proteção de  Renesmee.

Foto: Divulgação

A segunda parte se inicia no momento em que Bella dá a luz para à Renesmee, sofrendo a transformação por Edward, tudo retoma no momento encerrado no filme anterior. Em sua sequência, nossa recém criada precisa controlar sua fome e apreder a caçar. Nessa momento que confirmamos a evolução de nossa protagonista. A sala de cinema foi a loucura nas imagens, mostrando o grande papel de Kristen Stewart  dentro da trama. Até na hora do sexo, Bella perde o pudor, ficando mais selvagem. Logo ao acordar, Bella também é avisada do  “imprinting” (quando  lobos descobrem que terão um laço eterno com a pessoa) de  Jacob Black ( Taylor Lautner ).

Quando parecia que não tinha mais nada à apresentar, Renesmee é descoberta pelos Volturi, como uma ameaça à paz e a ordem dos clãs. Pretendendo matá-la para que o mal possa ser controlado. Somos apresentados um review da família Denali, onde conhecemos os motivos de Irina (Maggie Grace), que levaram uma passagem importante na armação da guerra. Agora, os Cullen, farão de tudo para proteger sua família, como Edward e Bella com sua cria, ou melhor, filha.

Foto: Divulgação

Não podemos esquecer dos grandes personagem como Alice (Ashley Greene), que têm um papel maior dentro do enredo, em ver o futuro, dando a largada na grande batalha.  Jane (Dakota Fanning), mesmo retornando com um papel menor, sem grandes diálogos, mostrou sua capacidade como visualizamos em “Lua Nova”. A trilha sonora foi outro fator responsável pelo sucesso, dirigida por Carter Burwell, entrelaçando às músicas em cada cena. Emocionando, quem ali assistia no final, pela música A Thousand Years (Part Two)”, de Christina Perri. Deixando lágrimas nos olhos, pelo efeito apresentado, encerrando em estilo de um livro, abordando cada ator, em seus personagens durante a franquia.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Para quem ainda não assistiu, poderá ainda se surpreender como mencionei acima, até mesmo quem leu os livros, onde acharam que o final séria no estilo “viveram felizes, eternamente”, podem se enganar um pouco. Até mesmo se decepcionar quando o personagem Aro ( Michael Sheen), sonha com uma cena que na realidade não acontece. Fora isso o roteiro de Melissa Rosenberg, dirigido por Bill Condon, deixará fãs emocionados, chamando-os para retornar novamente e conferir um final emocionante, mesmo que não tenha sido 100% digno de um grande best- seller.

Stephenie Meyer, sempre questionou sobre os laços de respeito, amor que toda mulher precisa ter. E foi nesse foco que construiu e refletiu tudo em A Saga Crepúsculo. O amor, é como um fogo, que não diminui, porém torna-se eterno nos laços que duas pessoas constroem.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

No encerramento, vocês ainda poderão conferir uma surpresa aos fãs, envolta do romance criado. Encerro como um leitor, fã que soube dosar minha opinião quando li os livros, do que presenciei nos filmes. Cada vez que entro em uma sala de cinema, para acompanhar uma sequência de uma série que marcou alguns anos. Percebo à animação de cada um ali, e ainda tento descobrir qual será o próximo sucesso de bilheteria.

Não é bom dizer “adeus”, quanto falamos de um grande sucesso. Despedir da convivência daqueles que acompanhamos ainda não é uma tarefa fácil. Mesmo que veremos eles em outras franquias, a separação transforma o leitor.  Porém, o que  se encerra, é  uma geração de fãs, que acompanhamos durante os últimos quatro anos.

Leia nossa crítica de A Saga Crepúsculo: Amanhecer- parte 1

Ficha Técnica:

A Saga Crepúsculo: Amanhecer- parte 2 (The Twilight Saga: Breaking Dawn – Part 2 – Stephenie Meyer
EUA , 2012 – 155 min. Romance.

Direção: Bill Condon

Roteiro: Melissa Rosenberg

Elenco: Kristen Stewart, Robert Pattinson, Taylor Lautner, Peter Facinelli, Elizabeth Reaser, Ashley Greene, Jackson Rathbone, Kellan Lutz, Mackenzie Foy, Lee Pace, Dakota Fanning, Maggie Grace, Michael Sheen.

Nota: 4/5