Samuel (Omar Sy) nunca foi de ter muitas responsabilidades. Levando uma vida tranquila ao lado das pessoas que ama no litoral sul da França, ele vê tudo mudar com a chegada inesperada de uma bebê de poucos meses chamada Glória, sua filha. Incapaz de cuidar da criança, ele corre para Londres a fim de encontrar a mãe biológica, mas, sem sucesso, decide criá-la sozinho. Oito anos depois, quando Samuel e Glória se tornam inseparáveis, a mãe retorna para recuperar a menina.

 

“Quando Glória entrou na minha vida, ela me deu coragem de saltar no vazio. Ela me ensinou que o medo de morrer não é nada comparado a não viver. Que uma nota de 20 euros para pagar um táxi pode ser a chave para a felicidade absoluta.Não existe mãe perfeita, nem pai ideal, fazemos aquilo que podemos, improvisamos! Hoje é suficiente para mim e ouvi-la rir para esquecer tudo em volta. Só o instante presente é o que conta. Assim como uma pequena música que nunca vai me largar. VALIA A PENA.”

 

Uma Família de Dois : Foto Clémence Poésy, Gloria Colston, Omar Sy

 

“Uma Família de Dois” (Deamain Tout Commence, 2017), longa-metragem de Hugo Gélin (roteirista de “A Gaiola Dourada”, 2013), nos toca sensivelmente ao abordar a história do francês Samuel (Omar Sy, de “Intocáveis”, 2011), um jovem irresponsável, que precisa mudar seus hábitos para lidar com a maior novidade de sua vida, a paternidade. Em um dia comum, após uma de suas muitas festas, Samuel é surpreendido por Kristin (Clémency Poésy, a Fleur Delacour da saga Harry Potter), um affair do verão anterior, que leva a ele um bebê de três meses, sua filha, para que esse assuma a responsabilidade por ela. Com o bebê em mãos, Samuel decide ir a Londres, atrás da mãe da criança, para devolvê-la, mas não a encontra. No caminho, conhece Bernie (Antoine Bertrand, “Meus 533 Filhos”, 2011) um produtor cinematográfico que se torna seu grande amigo e o ajuda nessa empreitada.

 

Uma Família de Dois : Foto Clémence Poésy, Gloria Colston, Omar Sy

 

Passados oito anos, estável em Londres com o emprego de dublê cinematográfico, Samuel é um pai amável, porém relapso em algumas situações. Ao mesmo tempo que se diverte com a filha, a enchendo de mimos presentes e carinho, ele mente para ela, ao omitir que em sua infância sua mãe a abandonara com ele, criando uma ficção de que esta, seria uma agente secreta, em missão pelo mundo, para justificar a sua ausência. E esta é apenas uma das mentiras que ele conta para Glória (Gloria Colston, em sua primeira aparição no cinema). O filme, é um remake do mexicano “Não Aceitamos Devoluções” (No Se Aceptam Devoluciones, 2013), dirigido, roteirizado e interpretado por Eugenio Derbez, que também assina o roteiro da versão francesa.

 

Uma Família de Dois : Foto Gloria Colston, Omar Sy

 

O filme é suave e nos traz valores de amizade e companheirismo. Ao mostrar as mudanças que o ter que cuidar da filha provoca na vida de Sam, percebemos o quanto devemos ser altruístas e buscar o bem-estar daqueles que estão ao nosso redor e que tanto amamos. É uma lição de como aproveitar bem cada instante ao lado de quem queremos bem. Uma comédia, que gradativamente se torna um drama e te leva a refletir sobre abandono, responsabilidades, fraternidade e amor. Ao assití-lo, as lágrimas são permitidas para lavar a alma.

 

 

Nota: 3,5/5