Distribuído pela Cineart Filmes, longa alemão conta a história da filósofa revolucionária Lou Andreas-Salomé

O filme Lou acabou de chegar às telonas brasileiras – estreou dia 11 de janeiro -, e já registra resultados positivos entre os exibidores. Distribuído pela Cineart Filmes, o longa estreou em 12 salas pelo país, mas já subiu o número para 17 já na segunda semana em cartaz. A média chegou a mais de 400 pessoas por sala. Em Belo Horizonte, está em cartaz nos cinemas Belas Artes e no Cineart Ponteio.

“Lou” conta a história de Lou Andreas-Salomé – uma mulher à frente do seu tempo, revolucionária e fora dos padrões sociais. A intelectual escandalizou a sociedade alemã no final do século XIX com a maneira com a qual quebrava as regras. Dirigido por Cordula Kablitz-Post, o longa traz a atriz Katharina Lorenz no papel da lendária escritora. Nascida em 1861, em São Petersburgo, Lou cresceu com a promessa de que nunca iria se apaixonar. Passou toda a juventude perseguindo a perfeição intelectual e arrasando corações de filósofos intelectuais com seu jeito audacioso e dona de si. Entre os homens que conquistou, estão os filósofos Paul Rée e Friedrich Nietzsche. Com Freud, ela aprendeu sobre psicanálise e reconheceu seus traumas de juventude.

A equipe Entrando Numa Fria assistiu ao filme e afirma, é um dos melhores do ano de 2017/18. Leia aqui e aqui nossas opiniões.

Até que seu plano de se manter invicta ao amor foi por água abaixo quando conheceu o até então desconhecido escritor Rainer Maria Rilke, por quem se apaixona. “LOU” revela a vida aventureira da escritora, seus conflitos entre autonomia e intimidade e o desejo de viver sua liberdade.

FICHA TÉCNICA

Diretor: Cordula Kablitz- Post
Roteiristas: Cordula Kablitz-Post, Susanne Hertel
Elenco: Katharina Lorenz, Nicole Heesters, Liv Lisa Fries, Julius Feldmeier, Merab Ninidze, Alexander Scheer, Katharina Schüttler, Matthias Lier
Produtores: Cordula Kablitz-Post, Helge Sasse, Gabriele Kranzelbinder
Duração: 113 minutos
Ano: 2016
Países: Alemanha